Notícias da edição 909 • 29 de maio de 2020 • Veranópolis • Vila Flores • Cotiporã • Fagundes Varela • RS

DESTAQUES

Prefeitura fecha Belvedere

A Secretaria de Turismo e Cultura da Prefeitura Municipal de Veranópolis, junto com órgãos de segurança, fechou o acesso ao mirante localizado no Belvedere do Espigão, às margens da BR-470. O motivo foi a constante aglomeração de pessoas no local, contrariando as determinações sanitárias vigentes durante a pandemia do novo coronavírus. O morrinho também foi interditado, pois era usado para brincar com as crianças, tomar chimarrão e outros.

Retomada das aulas é discutida

Na manhã de 20 de maio, o prefeito Waldemar De Carli recebeu em seu gabinete a secretária municipal de Educação, Esporte, Lazer e Juventude, Izabel Cristina Durli Menin, e as diretoras das duas escolas particulares locais, Cleciane Moro da Avaec e Aline Boito do Colégio Regina Coeli. O objetivo foi analisar futuros encaminhamentos, pós pandemia, da educação na esfera pública municipal e privada. Eles analisaram datas possíveis para retorno gradual das atividades, organização de uma dinâmica para garantir a volta segura às atividades escolares, calendário escolar e protocolos de segurança quanto à saúde das crianças e professores para o retorno presencial das atividades. Também foi ressaltado a importância de organizar, de forma conjunta entre as redes, regras de segurança e condutas para que Veranópolis tenha um procedimento único para a volta presencial e gradual das aulas. Ficou combinado que será constituído um Comitê de Educação para construção dessas condutas, com a participação de profissionais das duas redes educacionais, pública e privada, área de saúde e de administração municipal, para efetivar todos os passos. "O principal foco de todo esse processo é prezar pela segurança de nossas crianças e alunos, e o trabalho em conjunto das redes vem fortalecer os passos para um planejamento seguro e coeso, em nível municipal, das ações que conduzirão o retorno das atividades presenciais. Salientamos que ainda aguardamos os protocolos de segurança a ser anunciados pelo Piratini. E o retorno das atividades presenciais ainda não tem data definida pelo Governo do Rio Grande do Sul", explica Izabel.

Campanha Máscaras Solidárias faz primeira entrega

Uma equipe da Secretaria de Turismo e Cultura de Veranópolis iniciou na última sexta-feira, 22, a entrega de máscaras para a população veranense nos estabelecimentos de maior circulação. Foram 1.550 máscaras em mercados na área central, redes de supermercados, agência dos Correios, Rodoviária, estacionamento da empresa Oleoplan, Prefeitura e Secretaria de Saúde - para distribuição nos postos de saúde. As máscaras descartáveis devem ser entregues gratuitamente para os clientes dos estabelecimentos, fornecedores, entregadores e motoristas que chegam aos empreendimentos e serviços públicos, e que estejam sem máscara ou necessitando no momento. O kit embalado individualmente inclui máscara descartável higienizada e manual para uso e descarte. A Prefeitura recebeu grande quantidade de material em TNT por meio da Secretaria da Saúde. Artesãs da Arteve, juntamente com voluntárias dos grupos Evas da Femaçã e Aeromoças do 14 Bis que possuem máquina de costura, puderam doar seu tempo para a confecção. A secretária Diana Alessio Tomiello explicou que disponibilizar a máscara para clientes viabiliza o consumo, evitando que pessoas que não estiverem usando-a precisem retornar para casa para buscá-la, visto que o uso é obrigatório nos estabelecimentos e em todo recinto coletivo. "A proposta inicial é a confecção de máscaras de tecido reutilizável para diminuir o acúmulo de lixo, mas depende da doação do material pela comunidade. Assim, a campanha de arrecadação de tecidos continua, assim como o cadastro de voluntários para costurarem as máscaras solidárias", reforça. A distribuição de máscaras seguiu nesta semana. São aceitas doações de tecidos apenas de algodão, percal e tricoline, elásticos e linhas de costura, na Casa Saretta de segunda a sexta das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h. Quem não puder fazer a entrega pode entrar em contato pelo telefone 3441-2232.

Emenda é liberada para Veranópolis

O Governo Federal liberou mais uma emenda impositiva indicada pelo deputado federal Márcio Biolchi. Foram transferidos R$ 500 mil para o custeio da atenção básica em saúde. A verba poderá ser aplicada nas políticas de enfrentamento à Covid-19 em Veranópolis. Os recursos, oriundos do Fundo Nacional de Saúde, foram pagos na sexta-feira passada, 23, e anunciados no final de semana. Os valores se somam a outros R$ 6 milhões já transferidos para trinta e cinco cidades gaúchas. "Fazem parte de um montante de R$ 8,3 milhões de emendas parlamentares do nosso mandato para a saúde. Praticamente 90% do total já foram pagos pelo Governo, contribuindo e muito para o fortalecimento das políticas de combate à pandemia", salientou o parlamentar.

BM recebe doação de máscaras

Na manhã de segunda-feira, 25, o primeiro Batalhão Rodoviário da Brigada Militar recebeu a visita de Daiane Folle, proprietária da empresa B-Lab. Ela fez a doação de vinte máscaras do tipo face shield, considerando o momento de isolamento social e levando em conta que serviços essenciais permanecem em funcionamento. Os equipamentos de proteção individual servirão para resguardar o efetivo.

IFRS doa 800 face shields e 4 aerosol box ao Tacchini

O Hospital Tacchini recebeu na última semana a doação de 800 face shields e quatro aerosol box do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Campus Bento. Os materiais entregues pela pró-reitora de Extensão Marlova Benedetti foram produzidos pelo Centro de Referência em Tecnologias de Acessibilidade, que durante a pandemia mudou o foco do trabalho para criar equipamentos de proteção individuais para entregar a hospitais, prefeituras e outros agentes do combate ao coronavírus. As máscaras de acrílico farão parte dos EPI que ajudarão a proteger as equipes do Tacchini que estão na linha de frente, formando uma barreira a mais no rosto, além das máscaras. Já as caixas vão ajudar a entubar pacientes de forma mais segura para os profissionais envolvidos, limitando o alcance do aerossol produzido pelo paciente durante o processo. Também foi entregue uma carta assinada pelo reitor da instituição, Julio Xandro Heck. "Em nome de toda a comunidade do IFRS, quero agradecer pelo empenho e dedicação de vocês nestes tempos tão difíceis. De nossa parte, buscamos contribuir com alguns produtos e tecnologias que possam melhorar as condições de trabalho e a segurança de vocês. Contem conosco, pois nós contamos muito com vocês", dizia o texto. Para continuar a realizar a produção e doação de materiais, o IFRS lançou uma campanha de arrecadação para a compra de matérias-primas para a produção de EPI que serão doados aos profissionais da saúde. Para contribuir, basta fazer depósito na conta-corrente 301.457-6 da agência 3798-2 do Banco do Brasil, com CNPJ 02.475.386/0001-13.


ESPORTE

Torcedores ajudam o HCSPL

Aconteceu na manhã de sábado, 23, a entrega do material arrecadado pelo Consulado do Internacional de Veranópolis ao HCSPL. Bode Sartori, cônsul, entregou ao diretor Rogério Franklin da Silva mil luvas, quinhentos propés, trinta aventais, mil toucas e cinquenta tubos de álcool em gel.


VARIEDADES

Ciranda do Agasalho arrecada mais de 100 mil itens

Ação promovida pela Gestão de Prendas e pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho do Rio Grande do Sul, a Ciranda do Agasalho arrecadou mais de cem mil itens para doação a famílias carentes. Finalizada no final de semana, a campanha mobilizou as gestões regionais de prendas e também entidades engajadas no projeto Tradicionalismo Solidário. Segundo a primeira prenda do Estado, Gabriela Sarturi Rigão, a ação assinalou o mês de maio no calendário tradicionalista, uma vez que a Ciranda Estadual de Prendas, que em sua 50ª edição seria realizada neste mês em Santa Maria, foi suspensa em decorrência da pandemia da Covid-19. "A Ciranda do Agasalho fortalece o papel social da prenda e demonstra a força do engajamento em todo Rio Grande do Sul", garantiu. Em Espumoso, na 14ª Região Tradicionalista, foram arrecadados 1.400 agasalhos, cobertores e calçados. As doações foram levadas para o CTG Sinuelo das Coxilhas. Em Guaporé, na 11ª Região Tradicionalista, no CTG Estirpe Gaúcha a campanha encerrou com a arrecadação de mais de 1.000 itens, entre roupas, jogos de lençóis e calçados. Em Jaguari, na 10ª RT, no CTG Invernada do Chapadão quem fazia a doação de agasalhos recebia em troca uma máscara de proteção.


REGIÃO

Vila dos Capuchinhos reabre com novidades

Reabriu no último dia 22 o complexo turístico Vila dos Capuchinhos. Uma das novidades foi um passeio no sábado, 23, a bordo de um tuque-tuque guiado por um dos frades. Os visitantes conheceram a propriedade, comeram pinhão e tomaram vinho da Cave dos Frades, tudo dentro dos padrões impostos pelo Ministério da Saúde. Interessados podem entrar em contato via pousada@alsb.org.br ou 54-3447-4700, que também é WhatsApp. Antes disso, na tarde de 16 de maio, houve apresentação do passeio para convidados, com presença do prefeito Vilmor Carbonera e vice Rudimar Peruzzo entre os participantes.

Seca gera impacto na produção rural

O meio rural tem sentido o impacto da estiagem na região neste ano. A falta de chuva ocasionou perdas consideráveis nas lavouras, na fruticultura, na criação de gado leiteiro, aves, suínos e afetou a produção de leite. Na localidade de Piquete, em Vila Flores, o casal Nelsilo e Marilene Dall'Agnol, juntamente com o filho Gleison, já contabiliza os prejuízos causados pela seca. Na propriedade da família, com cerca de seis hectares, a produção leiteira é a principal. Eles calculam que houve perda de 50% da silagem, comparando com 2019, o que influencia na alimentação do gado e, consequentemente, reduz o volume e aumenta o custo de produção. Também produzem milho para ser usado na alimentação animal e realizaram a plantação das pastagens. Porém, as poucas chuvas da última semana não foram suficientes para irrigar as plantações. "A pastagem não está vindo, germinação irregular, precisava de mais dias de chuva", explica Nelsilo Dall'Agnol. Com isso, precisaram inteirar a alimentação com ração e complemento. As vacas de leite precisam beber mais água para produzir mais e melhor. Por mais que chova mais nos próximos dias, ainda sentirão os danos ao longo do ano. A família estima uma perda entre 30 a 40% na produção leiteira. A chefe do escritório da Emater em Vila Flores, Marilia Paiva, e o secretário de Obras e Trânsito, Ari Grandi, visitaram a propriedade no último dia 15 para saber como os produtores estão enfrentando o período. No dia 16 foi publicado o Decreto 5495, que declara situação de emergência em toda a área rural do Município, decorrente da forte estiagem. O setor primário é responsável por mais de 40% da receita municipal. A Prefeitura de Vila Flores está pedindo que todos os cidadãos façam uso consciente da água. O rio Retiro, que abastece a cidade e Veranópolis, está recebendo água de poços artesianos instalados em solo vila-florense, para que tenha vazão suficiente. O apoio da população é considerado fundamental para que não haja interrupção do fornecimento hídrico.

Agentes de saúde de Cotiporã passam a monitorar as famílias através de contato telefônico

Como as tradicionais visitas domiciliares realizadas pelos agentes comunitários de saúde - ACS - estão suspensas devido à pandemia de coronavírus, na última segunda-feira, dia 25 de maio, os agentes de saúde de Cotiporã passaram a acompanhar e monitorar as famílias do Município através de ligações telefônicas. O teleacompanhamento surgiu com o objetivo de identificar possíveis alterações na saúde dos cidadãos e manter os vínculos estabelecidos entre a equipe de saúde e a comunidade cotiporanense. As ligações são efetuadas através de um ramal da Secretaria de Saúde e Assistência Social e o agente irá questionar sobre sintomas gripais, cuidados com doenças crônicas, alterações na saúde física e mental, além de orientações de acordo com as informações coletadas. Ainda, em virtude do aumento de casos de dengue no Estado, o agente irá repassar dicas de como evitar e impedir a formação de possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti no Município. Nesta primeira semana foram priorizadas as famílias que possuem gestantes, acamados e indivíduos com alguma comorbidade. Já nas semanas seguintes, as demais famílias do Município receberão a ligação e o contato pode ser feito via WhatsApp para famílias que não conseguirem ser contatadas por meio da ligação telefônica. As perguntas são simples e a ligação será breve. Caso algum cotiporanense não possa conversar no momento, poderá retornar o contato e combinar outro horário. Colabore, cuide de si e dos seus familiares!

Nova garagem vai abrigar veículos pesados da Prefeitura de Fagundes

A Prefeitura Municipal de Fagundes Varela conta agora com uma garagem coberta para guardar seus veículos pesados e maquinários. O espaço construído junto ao parque de máquinas, aos fundos do Centro Administrativo, garantirá maior durabilidade e conservação de ônibus escolares, máquinas, equipamentos e caminhões, que não mais ficarão expostos à ação do tempo. Também tem uma sala para guardar ferramentas. A garagem foi construída pelos servidores da Secretaria de Obras Públicas com supervisão do engenheiro civil do Município. Foram reaproveitados materiais provindos do desmanche de outras obras, como o aluzinco retirado da antiga cobertura do ginásio de esportes. Além dos materiais da própria secretaria, foram investidos pouco mais de R$ 10.000 para aquisição dos postes de madeira e pregos.

Entorno do novo Posto de Saúde está em obras

No dia 13 foi emitida ordem de serviço para dar início às obras de construção do estacionamento em frente à Unidade Básica de Saúde, bem como do calçamento em paralelepípedos que dá continuidade à rua Luiz Antônio Facenda. Ambas são essenciais para a melhoria da acessibilidade ao novo Posto de Saúde, localizado ao lado da Prefeitura Municipal. O estacionamento será construído entre o Ginásio Municipal e o Posto de Saúde, ficando com espaço exclusivo para utilização dos usuários dos serviços de saúde, com área de embarque e desembarque coberta, piso tátil com guia para deficientes, faixa de pedestres, sinalização viária e bancos externos para o público. O investimento é de R$ 149.690 e o prazo de execução é de sessenta dias. A cobertura metálica já está instalada e foi projetada para abrigar e proteger da chuva o embarque e desembarque de pacientes na porta da unidade, com custo de R$ 17.360. Já o calçamento na via pública terá sua extensão prolongada por mais 34 metros lineares, permitindo a entrada e saída de veículos no estacionamento da Unidade de Saúde. Serão investidos na pavimentação da rua R$ 20.850, tendo a contribuição de melhoria dos proprietários atingidos pela obra. No total, as três obras somam um investimento de mais de R$ 187.900, sendo utilizados recursos próprios do Município. A conclusão da obra do Posto de Saúde teve seu prazo prorrogado por mais trinta dias em virtude das medidas de distanciamento social adotadas, que interromperam temporariamente as atividades da construção civil.


OPINIÃO

Nosso Mundo

Foto: Arquivo Pessoal

Coronavírus - muita controvérsia - Na verdade, estamos vivenciando uma guerra biológica com essa pandemia da Covid-19. Até aí, nada de novo. Conforme já falei, que ela veio da China parece que não há dúvidas, se foi intencional ou por um descuido, talvez nunca iremos saber. Agora, o que importa é a cura. Nesse tema, temos muitos infectologistas de renome internacional que clamam para ser ouvidos, mas uma parte da classe médica e dos gestores de saúde pública não quer que eles sejam escutados. Os infectologistas a favor do uso da hidroxicloroquina dizem que essa doença tem três fases distintas. Na primeira, que dura aproximadamente oito dias, o paciente tem alguns sintomas como tosse, febre moderada, dores no corpo como qualquer virose, e é quando acontece uma grande replicação viral - transforma as células infectadas em fábricas de vírus e as espalham pelo corpo do hospedeiro. Nessa fase, se o paciente for medicado com a hidroxicloroquina combinada com azitromicina, a chance de cura será altíssima. Já na segunda fase, que vai aproximadamente do oitavo até o 15º dia, o paciente terá pouca replicação viral, mas começará com alterações laboratoriais, radiológicas, inflamação pulmonar e falta de ar. Nessa fase, o tratamento é outro, à base de corticoide, e os primeiros remédios já não surtem mais efeito pois o vírus já se replicou e entrou na corrente sanguínea, bloqueando a condução do oxigênio pelo sangue. Existem testes para verificar qual a porcentagem de oxigênio presente no sangue e testes laboratoriais diversos.

Na terceira fase, teremos uma grande inflamação sistêmica, a falta de ar será dramática, poderemos ter um colapso cardiorrespiratório e o paciente terá que ser entubado para poder respirar, além dos remédios normais da fase 2. O grande dilema é por que determinados países não entram com o tratamento mais indicado por grande parte de médicos renomados e insistem em dar o tratamento da primeira fase somente quando o paciente atinge a terceira fase, sabendo que a medicação não vai funcionar? Parece que dão o remédio na fase errada da doença e depois dizem que o remédio não funciona. O que está por trás desse procedimento? Quem irá lucrar com essas mortes e com a destruição da economia de alguns países? Tenham a certeza de que a pandemia existe, mas que também temos um componente político muito forte para que as coisas caminhem dessa forma. Só espero que um dia, em um futuro próximo, saibamos de toda a verdade e quem ganhou com essa situação atual cheia de contradições.
* Célio Pezza, celiopezza@yahoo.com.br

Esporte Total

Foto: Arquivo Pessoal

Solidariedade

Neste momento difícil que estamos vivendo, pelo menos podemos ver gestos bonitos de solidariedade que alguns craques ou ex-craques conhecidos nossos estão fazendo. Doações em dinheiro, ranchos e refeições são as principais atitudes tomadas por eles. Muitos são ou foram muito bem renumerados em suas carreiras e é louvável e merece aplausos essa atitude, assim como a de todas as pessoas que vemos, hoje, mobilizadas para auxiliar quem mais necessita.

VEC

A informação que o VEC tem é de que o Campeonato da Divisão de Acesso deve ser retomado em 9 de agosto, porém ainda sem definição oficial, embora a Diretoria acredite que seja realmente confirmada essa data. Caso tenhamos o reinício da competição confirmado pela Federação Gaúcha de Futebol, o VEC deverá retomar os preparativos na metade do mês de julho. Pelo tempo de paralisação, este tempo talvez seja pouco para o grupo voltar à plena forma física, mas tudo será feito dentro das condições financeiras do clube. Não será muito diferente com as demais equipes.

Conmebol e a volta

A Confederação Sul-americana de Futebol, Conmebol, cuja sede é no Paraguai, voltou nesta semana ao trabalho presencial após um longo período de trabalho em home office. Essa volta tem como objetivo principal planejar o retorno da Libertadores e da Sul-americana, embora digam que em primeiro lugar está a saúde pública. O presidente da entidade garante que as duas competições serão disputadas, ainda sem data pra reiniciar.

Punição

No início de março tivemos o Grenal inédito, válido pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, quando aconteceu uma grande confusão entre jogadores, culminando com a expulsão de oito atletas, quatro de cada lado. Todos aguardavam com ansiedade o resultado do julgamento. Pois mais de sessenta dias depois do jogo, saiu a punição para os brigões. A pena mais pesada foi de quatro jogos para dois atletas. Outros dois levaram três, sendo que os outros quatro foram punidos com um jogo. Além disso, não poderia faltar a famosa multa que foi de R$ 40 mil para o clube.

Pesquisa

Falando em volta do futebol no Brasil, a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol e o Sindicato dos Atletas de São Paulo realizaram uma pesquisa que ouviu 734 atletas de todos os Estados brasileiros. O resultado foi de 68% favoráveis e 32% contrários ao retorno neste momento. Os que são contrários não se sentem seguros e até mesmo sofrem pressão da família. Justa a preocupação, afinal o número de mortos continua crescendo no Brasil.

Gauchão

A dupla Grenal já esta trabalhando há quatro semanas, com muitos cuidados. Com a previsão de retomada do Gauchão apenas para o final de julho ou início de agosto, até lá serão praticamente noventa dias de treinamentos, sem jogos. Valerá a pena ter retomado os trabalhos tão cedo? É a pergunta que todos estão fazendo, mesmo os mais apaixonados por futebol.
* Paulo Guzzo


GALERIA DE FOTOS

Encontro de Mulheres - março de 2020 - Veranópolis

Encontro de Carros Antigos - março de 2020 - Veranópolis

Verafolia - fevereiro de 2020 - Veranópolis

78ª Romaria e 6ª Festa Estadual de Nossa Senhora de Lourdes - fevereiro de 2020 - Veranópolis parte 3

78ª Romaria e 6ª Festa Estadual de Nossa Senhora de Lourdes - fevereiro de 2020 - Veranópolis parte 2

78ª Romaria e 6ª Festa Estadual de Nossa Senhora de Lourdes - fevereiro de 2020 - Veranópolis

5ª FestFlor - 21 a 24 de novembro de 2019 - Vila Flores

Dia das Crianças 2019 - 12 de outubro - Veranópolis

27ª Feira do Livro - 6 de outubro - Veranópolis

Encontro da São Camilo - 29 de setembro - Veranópolis

Veracult Farroupilha - 19 e 20 de setembro - Veranópolis

15º Festival Internacional de Folclore - 11 a 15 de setembro - Nova Prata

Desfile Cívico - 8 de setembro - Veranópolis

5º Vinhos nas Alturas - 9 de agosto de 2019 - Veranópolis

Festa dela Colònia - julho de 2019 - Fagundes Varela

FestFlor - junho de 2019 - Vila Ffores

VeraCult - maio de 2019 - Veranópolis

5ª Festa In Vêneto - maio de 2019 - Cotiporã

X Femaçã - abril de 2019 - Veranópolis